Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

1,5 mil ataques de malware por minuto no Brasil

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Os dados do Panorama de Ameaças da Kaspersky mostram que o índice de ataques de malware contra computadores na região manteve-se estável (queda de 3%) na comparação de 12 meses (entre junho de 2022 até julho de 2023 e junho de 2021 a julho de 2022). Ao total, foram registrados 1,19 bilhão de bloqueios, o que representa uma média de 37,9 tentativas de ataques por segundo na América Latina. O Brasil é o principal alvo desses ataques e registrou uma média de 1.515 bloqueios por minuto – o que representa uma queda de 12% frente ao período de 2022/2021.

Entre as principais ameaças detectadas nos computadores, destacam-se novamente a pirataria e o adware, programas maliciosos que mostram publicidade excessiva e não-solicitada à vítima. Em uma menor escala, o estudo ainda mostra scripts maliciosos, endereços falsos, arquivos/PDF maliciosos e trojans. Esses dados destacam que as técnicas usadas pelos cibercriminosos são sempre as mesmas: mensagem fraudulenta para levar as vítimas para um site falso, e-mails com arquivo malicioso anexo para infectar o dispositivo e infecções durante a navegação (no caso do script).

Além dos internautas, o cibercrime também visa as organizações. Nesse segmento, o estudo mostra os setores mais visados – sendo as organizações governamentais (15,49% das tentativas de infecção) as que chamam mais atenção dos criminosos. Em seguida aparecem o segmento agro (11,82%), varejo/atacado (11,55%), indústria (8,57%), educação (6,92%), saúde (5,28%), TI/Telecom (4,55%) e o setor financeiro e de seguros (4,55%).

Em 2023, os principais destaques do Panorama de Ameaças da Kaspersky foram os grandes aumentos nos ataques de phishing e ameaças bancárias (trojans), que foram anunciadas anteriormente. Nesses casos, os criminosos contatam as vítimas proativamente para tentar infectá-las. Já os golpes online mais gerais que analisamos nessa parte do estudo mostram que acorre o inverso, são as vítimas que buscam alternativas para não pagar um serviço e podem acabar instando um malware em seu dispositivo. Infelizmente a cultura do grátis (pirataria) é forte no Brasil e acaba expondo os internautas ao perigo. Evitar esse problema não é apenas uma questão de falar para não clicar em links ou arquivos anexos suspeitos, é necessário uma reeducação digital e a adoção de hábitos seguros na rotinas das pessoas”, afirma Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise para a América Latina da Kaspersky.

Mais informações no blog da Kaspersky.