Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Hacker russo preso na Tailândia

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
Hacker russo preso na Tailândia
Farid Essebar na polícia tailandesa

Um hacker de dupla nacionalidade (russo e marroquino) foi preso hoje, dia 18 em Bagkok, na Tailândia, sob a acusação de ter causado prejuízos da ordem de US$ 4 bilhões em fraudes a bancos suíços. Farid Essebar, que usava o apelido de “Diabl0“, estava sendo procurado há três anos. Acredita-se que seus dois comparsas, procurados pelas mesmas acusações, continuam escondidos na Tailândia. A prisãso foi feita por autoridades tailandesas e da Suíça, para onde o hacker deve ser extraditado a seguir.
Ele não fazia nada diferente dos outros hackers: no estilo “man-in-the-middle”, duplicava as páginas do banco para enganar clientes, que ali digitavam seus dados de acesso às contas correntes e investimentos. O golpe atingiu mais de mil pessoas em 2011 e o tornou um dos cibercriminosos mais procurados do mundo. Era procurado pelas polícias dos dois países e também pela Interpol.

‘Nós prendemos o suspeito num condomínio. A seguir, dentro de 90 dias o governo tailandês o extraditará para a Suíça, conforme nossos acordos internacionais”, disse o coronel Songsak Raksaksakul, do Departmento de Investigações Especiais. Em 2005, aos 18 anos, ele foi detido no Marrocos a pedido do FBI e sentenciado a dois anos de prisão. Naquela época, a acusação foi de fraude contra grandes bancos com um malware que ele distribuiu, o  Zotob para Windows 2000.