Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Ação policial ataca rede do trojan Shylock

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Ação policial ataca rede do trojan ShylockEm 8 e 9 de Julho de 2014, uma força conjunta de agentes policiais europeus e de empresas de vários países contra-atacou domínios da Internet e servidores que formam o núcleo de uma infra-estrutura de cibercrime que ataca sistemas bancários em todo o mundo usando o trojan Shylock. A operação, coordenada pela Agência Nacional de Crimes do Reino Unido (NCA), reuniu parceiros de fiscalização da lei e de setores privados, incluindo a Europol, o FBI, BAE Systems Intelligence Applied, Dell SecureWorks, Kaspersky Lab e o GCHQ (serviço secreto inglês) para combater conjuntamente a ameaça.

Durante a ação, várias partes anteriormente desconhecidas da infra-estrutura foram descobertas e ações imediatamente iniciadas a partir do centro de operações em Haia. O Shylock – assim chamado porque seu código contém trechos de ‘O Mercador de Veneza’, de Shakespeare  – já infectou pelo menos 30 000 computadores que rodam Windows. As investigações indicam que o Shylock tem como alvo o Reino Unido mais do que qualquer outro país, embora os EUA, Itália e Turquia também estejam na sua linha de tiro. Ainda não se sabe de onde são os desenvolvedores. As vítimas são geralmente infectadas ao clicar em links maliciosos e então convencidas a baixar e executar um arquivo que contém o malware. O Shylock, então, procura acesso a fundos em contas bancárias pessoais ou de empresas, para transferí-los para os criminosos.