Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Anonymous manda governador do Missouri renunciar

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Anonymous manda governador do Missouri renunciarVeja a nota distribuída esta manhã pelo Anonymous:

Ontem à noite, o coletivo global do Anonymous assistiu com horror, junto com o resto do mundo, como as forças de segurança cercaram a pequena cidade de Ferguson, Missouri num ataque paramilitar brutal sobre as boas pessoas daquela cidade, que se mantiveram firmes pela causa da liberdade e de justiça para Mike Brown – assassinado pela mesma polícia. E como se isso não fosse ruim o suficiente, o governador do Missouri – já tendo declarado a lei marcial no dia anterior -, anunciou hoje o envio de tropas da Guarda Nacional para serem usadas contra os manifestantes em Ferguson. Não vamos permitir que esta situação ficar assim.

Governador Nixon: você tem exercido poderes extra-constitucionais para declarar ilegalmente a lei marcial, você presidiu a violação em massa dos direitos civis do povo de Ferguson, que tornou a cidade de Ferguson uma prisão a céu aberto, e você cometeu crimes contra a humanidade tão graves que pela primeira vez na história a Anistia Internacional enviou uma equipe de monitoramento de direitos humanos para os EUA. Você mostrou-se ser um criminoso e inimigo do seu próprio povo. Você se comportou como um ditador no Oriente Médio, e agora o Anonymous deve tratá-lo como um deles. Veja, temos experiência em lidar com ditadores.

Governador Nixon você está dispensado. Você vai apresentar a sua demissão ao Secretária de Estado imediatamente. Vamos agora começar o processo, com o qual estamos muito familiarizados – de desligar o seu governo ilegítimo e ilegal. Vamos fechar suas comunicações eletrônicas, vazar e expor todos os seus dados. Vamos removê-lo da Internet, e seu próprio povo, com a ajuda dos legisladores simpatizantes, irá removê-lo do poder.

Além disso, vamos responsabilizar e reunir provas contra qualquer membro das forças de segurança ou militares que perseguirem, maltratarem, prenderem – ou de qualquer modo molestarem os manifestantes ou jornalistas em Ferguson. Isto inclui especificamente jornalistas independentes. Por seus crimes em curso contra os manifestantes em Ferguson cada membro das forças policiais e da Guarda Nacional merecem nada menos do que serem presos em suas próprias prisões. Vamos guardar tudo, para responder de maneira e em momento de nossa escolha. Esperem por nós.