Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Capture the Flag: MIT x Cambridge

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Capture the Flag: MIT x CambridgeAs mentes jovens mais brilhantes de ambos os lados do Atlântico vão travar uma guerra cibernética simulada em uma competição “Cambridge versus Cambridge”, como parte de um esforço conjunto anunciado semana passada pelo presidente Obama e primeiro-ministro britânico David Cameron para reforçar a cooperação entre os dois países no combate aos hackers e na melhoraria da cibersegurança. Equipes do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade de Cambridge vão suar em um jogo no estilo Capture the Flag, onde cada equipe vai tentará roubar segredos do computador de seu adversário e manter o inimigo fora de seu próprio sistema.

“Esta é uma maneira de obter experiência e formação que você precisa quando entra no mundo real”, disse Howard Shrobe, diretor de segurança cibernética do Laboratório de Inteligẽncia Artificial do MIT “. Shrobe disse que muitos estudantes que passam pelo programa de segurança cibernética do MIT passam a trabalhar na indústria. “O objetivo é levar a investigação de segurança cibernética ao mais alto nível acadêmico dentro de ambos os países para reforçar nossas defesas”, disse a Casa Branca em um comunicado de imprensa. A competição faz parte de uma série maior de iniciativas de Obama e Cameron, incluindo jogos de guerra cibernética para aumentar a resistência de ambos os países aos ciberataques, começando com ataques simulados a bancos e ao setor financeiro. As duas potências também concordaram em criar uma “célula cibernética” conjunta para compartilhar informações sobre ameaças. O FBI e a Agência de Segurança Nacional (NSA) estarão envolvidos, juntamente com as agências de inteligência e de segurança GCHQ e MI5 britânicos. Outro programa, o Prêmio Fulbright de Segurança Cibernética, vai treinar uma nova geração de “agentes cibernéticos”, disseram as autoridades, fornecendo fundos para os estudantes dos dois países pesquisarem esse tema em períodos de até seis meses.