Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Colaboradores longe do escritório: dados seguros?

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

A pandemia de Covid-19 trouxe ao mercado uma forma de trabalhar que se tornou realidade para muitas empresas: o home office. Alguns utilizam o conceito de anywhere office, em que é possível trabalhar de qualquer lugar, inclusive viajando. Isso proporciona diversos benefícios ao colaborador relacionados à qualidade de vida, mas as companhias devem estar atentas à segurança dos dados da empresa nesse fluxo. 

Alguns cuidados devem ser tomados nesses casos. Denis Riviello, especialista e Head de Cibersegurança da Compugraf, fornecedora de soluções de segurança da informação e privacidade de dados das principais organizações brasileiras, explica que, para mitigar essas ameaças, é essencial adotar boas práticas de segurança. “Enquanto os colaboradores estiverem viajando e usando redes desprotegidas, podem acontecer capturas e exposição de dados confidenciais. Os métodos de uso devem partir dos funcionários, mas o uso de soluções específicas para garantir a cibersegurança deve vir das companhias, é um trabalho conjunto”, explica.

Segundo o executivo, o cuidado precisa ser constante, pois os riscos são significativos. “Em caso de violação da segurança, pode ocorrer a captura de dados, em que hackers acessam informações transmitidas pela rede, que podem incluir dados confidenciais, exposição a malware e vírus. Além disso, ao conectar-se a essas redes, os dispositivos podem realizar downloads automáticos de arquivos maliciosos ou ataques direcionados, como o phishing, ameaça nas quais os usuários podem ser enganados e fornecer informações confidenciais, como senha ou detalhes de login”, pontua.

Riviello ainda destaca que, para mitigar essas ameaças, é importante utilizar soluções como uma VPN para criptografar a conexão, ou uma solução de Zero Trust Network Access (ZTNA) para limitar o acesso a recursos e informações corporativas. “Manter os dispositivos e softwares atualizados, utilizar autenticação de múltiplos fatores, evitar o compartilhamento de informações confidenciais em redes públicas e utilizar outras camadas de segurança, como antivírus e Security Web Gateway (SWG), nos dispositivos de trabalho, pode ser a diferença entre estar protegido e ser vítima de um vazamento”, explica. 

Soluções que previnem ameaças do cenário

O cenário exige uma maior atenção das empresas. Conforme dados do relatório de ameaças da ESET, as tentativas de conexão clandestina cresceram 865,5% em 2020 e 657,1% em 2021 na América Latina. Nesse meio, as ameaças de phishing correspondem a 29,6% dos malwares detectados pela ESET no último quadrimestre do ano passado.

Pensando nesse contexto, a Compugraf possui uma linha de soluções para atender à crescente demanda de empresas que buscam reforçar a segurança com o anywhere office. Ferramentas que fornecem uma camada essencial de proteção e segurança para os endpoints utilizados pelos colaboradores remotos, que permitem um acesso remoto seguro à rede corporativa e que protegem os usuários durante o acesso à Internet.

“O anywhere office é uma opção que vem ganhando espaço no mundo conectado que vivemos por realmente oferecer diversos benefícios aos profissionais. Por isso, garantir as boas práticas de segurança e evitar transtornos futuros, com o vazamento de informações e o comprometimento de sistemas, permite que as empresas e as equipes profissionais aproveitem o melhor que esse sistema tem a oferecer”, completa Riviello.