Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Como um backup de 70 terabytes por dia salvou a Golden Cross

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Tecnologia de backup recovery para infraestrutura de data center da empresa passa em prova de fogo ao garantir retomada dos negócios e serviços para 500 mil clientes em todo o país

A Golden Cross, pioneira no setor de saúde suplementar no Brasil, ao fazer suas revisões de tecnologia, resolveu trocar a ferramenta de backup de dados pela solução da Commvault.  Meses após a implementação do Commvault backup recovery para seus 70 terabytes de dados diários a empresa passou por uma “prova de fogo” ao enfrentar um ataque ransomware. E para tranquilidade de todo setor de TI, foi graças ao backup imutável do projeto com a parceira MMO 2000 que a Golden conseguiu retomar suas atividades em poucos dias.

O diferencial da imutabilidade dos dados

No final do ano de 2020/início de 2021, passando pela revisão do processo de backup, a integradora MMO 2000 ofereceu a solução Commvault de backup recovery para a Golden Cross para substituir a ferramenta existente, que já não atendia mais as necessidades da empresa, destacando como diferencial a imutabilidade dos dados de backup. O backup imutável pode ser explicado como um sistema que protege os dados e garante que eles sejam fixos e nunca possam ser excluídos, criptografados ou modificados. Uma vez que a ferramenta de backup realiza a cópia de segurança, os dados recebem uma chave de proteção que ninguém consegue alterar. Isso impossibilita quaisquer ataques de ransomware e criptografia que bloqueie o acesso da equipe a esse backup.

“Após o ataque ransomware ocorrido em setembro do ano passado, o software da Commvault se provou eficiente. E como foi muito reforçada a questão da imutabilidade do backup, tivemos uma prova material de que o que foi proposto realmente funciona”, diz Andrew Gomes, gerente de Infraestrutura, Telecom e Segurança da Informação da Golden Cross. “Ninguém quer passar por um incidente de segurança, obviamente. Mas já que passamos, isso só demonstrou que fizemos boas escolhas no processo de mudança”, conclui.

Sediada no Rio de Janeiro, a Golden Cross é uma empresa pioneira no setor de saúde suplementar no Brasil e atualmente conta com 500 mil clientes em todo o país, 1000 hospitais, 23 mil clínicas/consultórios e 1800 laboratórios.  Para o ambiente de TI possuem cerca de 700 usuários e totalizam quase 250 servidores (físicos e virtuais), uma vez que servidores do SOC (centro de operações de segurança) aumentaram bastante.

Segundo Andrew, ao trocarem de ferramenta, a empresa mudou também sua filosofia de backup. Antes, com o software antigo, o backup era feito em fita magnética. Hoje com Commvault, todo o backup é feito em disco e está na nuvem. Isso faz parte de uma estratégia de DR da empresa em que é possível montar o ambiente da Golden em qualquer lugar, momento, tempo, independentemente da localização física.

Retomada dos negócios

Levou uma semana para a total retomada dos negócios após o incidente de segurança em setembro do ano passado. “Conseguimos recuperar ambiente graças à ferramenta de backup recovery da Commvault”, afirma Andrew. Ele explica que a solução de backup Commvault possibilitou que reestabelecessem o ambiente bem rápido, mas lembra que o restore não se limita ao backup.  Isso porque não basta só o backup eficiente, é preciso também implementar um processo de atualização das aplicações disponíveis para que o hacker não aproveite a mesma brecha inicial usada para o ataque.

Segundo o executivo, um dos piores cenários para um administrador de infraestrutura é ter uma ferramenta de backup em seu ambiente que não está atendendo adequadamente. “O melhor é não lembrar da existência de uma ferramenta, pois quando lembramos é porque ela não está funcionando ou porque estamos sendo atacados”, explica. Nesse sentido, ele afirma que é justamente como entendem o backup Commvault, que se mostrou eficiente ao ambiente da empresa até pelo atual volume de backup. Para se ter uma ideia, em qualidade padrão de um DVD, 70 terabytes conseguem alojar 70 mil filmes ou 24 milhões de músicas.

As cópias de segurança da Golden Cross englobam toda infraestrutura de data center – não fica nada de fora. A solução Commvault de backup protege aplicações Oracle, Sybase, máquinas virtuais e toda a parte de servidores de arquivos.

Planos futuros

Andrew explica que a prioridade da empresa é o aprimoramento deste processo estabelecido com a Commvault a fim de ganhar eficiência no tempo de backup, bem como acelerar a ida para a nuvem. Tendo em vista que hoje a Golden Cross está com um nível de backup bem elevado, ele afirma que futuramente será necessário entender como funciona o ciclo de vida da informação salva, reestruturando dados repetidos, por exemplo.

“Ficamos muito orgulhosos deste projeto bem-sucedido com uma empresa que é referência no setor de saúde como a Golden Cross, principalmente por termos ajudado em sua retomada dos negócios e na viabilização de serviços de saúde a milhares de pessoas”, diz Marcelo Rodrigues, country manager da Commvault.