Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Cryptojacking pegou 81 mil roteadores no Brasil

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
coinhive
Relatório mostra a contaminação no Brasil hoje 6/10 às 18:40

A rede de mineração Coinhive continua crescendo: dois meses atrás tinha fisgado 170 mil roteadores mas agora são 255 mil no mundo inteiro. Mas a pior notícia é que 81 mil deles estão no Brasil, praticamente todos da marca Mikrotik, utilizados por provedores de acesso. A rede continua crescendo com rapidez: 15 horas antes da publicação deste texto o total de roteadores infectados no mundo era de 242 mil. Nesse ritmo, a praga está contaminando 9500 roteadores todos os dias. Claro que muitos são ressetados e assim ficam novamente limpos. Mas a campanha continua.

O Coinhive é um serviço de mineração de criptomoeda, projetado para ser instalado em sites. O código usa parte ou todo o poder de computação de qualquer navegador que visite o site, inscrevendo a máquina numa rede de ‘mineração’ do Monero. O acompanhamento desses números é feito principalmente pelo pesquisador de segurança @bad_packets, que mantém dados atualizados em sua conta no Twitter. Segundo o pesquisador, essa botnet começou com roteadores no Brasil, e em pouco tempo começou a infectar dispositivos de todo o mundo. No dia 2 de Agosto deste ano seu tamanho já ultrapassava a marca de 170.000 roteadores MikroTik comprometidos.