Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Eletronuclear repudia notícia sobre risco de ataque cibernético

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

A Eletronuclear, empresa do setor de eletricidade que opera as usinas nucleares Angra 1 e Angra 2, publicou ontem uma nota repudiando uma notícia que classificou como “disseminação de informações inverídicas”, elaborada por um blog que não foi identificado. O In_Cyber pesquisou mas não localizou a publicação.

As únicas informações sobre esse tema no setor nuclear são dos dias 17 e 19 de Junho de 2023, quando o blog Elizeu Pires publicou duas notas sobre incidentes cibernéticos, ambas se referindo à Nuclep – empresa controlada pelo Ministério das Minas e Energia, que produz equipamentos pesados e estratégicos para diversos setores, entre os quais o nuclear. O título da nota de 17 de Junho é “Hackers invadem sistema da Nuclep (…)” e o da nota seguinte “Sistema hackeado da Nuclep está voltando aos poucos“.

A íntegra da nota da Eletronuclear publicada ontem é a seguinte:

Nesta segunda-feira (30), um blog divulgou, de maneira incorreta, a tentativa de um ataque hacker aos computadores da Eletronuclear. Segundo o texto, o caso “foi descoberto e levado muito a sério pelo governo, que impediu a ação criminosa”. Diante disso, a empresa vem a público desmentir qualquer ameaça cibernética nos últimos dias.
Vale destacar que a Eletronuclear recebeu a visita, na última terça (24) e quarta-feira (25), na Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA), em Angra dos Reis, de dois profissionais do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República. O encontro, entretanto, nada tem a ver com alguma tentativa de acesso ilegal aos sistemas eletrônicos das usinas Angra 1 e 2.
Frente ao exposto, a empresa repudia a disseminação de informações inverídicas. É importante destacar ainda que a Eletronuclear não recebeu qualquer pedido de nota pelo Blog em questão para esclarecer a informação divulgada, o que, por sinal, evitaria a propagação incorreta.
A Eletronuclear segue à disposição para o esclarecimento de qualquer dúvida sobre o tema. A nota oficial sobre a visita do GSI está disponível no link: https://www.eletronuclear.gov.br/Imprensa-e-Midias/Paginas/Tecnicos-do-GSI-fortalecem-cooperacao-institucional-em-visita-as-usinas-nucleares-brasileiras.aspx, no site da companhia.