Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Equifax nega ter sofrido nova invasão

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
equifax nyse
Equifax na última sexta-feira na bolsa de NY

A Equifax negou ter sofrido uma nova invasão, embora o site da empresa estivesse hospedando uma página oferecendo aos usuários o download de uma versão do Adobe Acrobat Reader contaminada com malware. A descoberta foi feita pelo pesquisador norte-americano Randy Abrams. Essa é mais outra mancha na reputação da empresa, cujas ações já perderam 23% do valor desde o anúncio da primeira invasão, feito dia 7 de Setembro. Nessa invasão, hackers puderam copiar todas as informações crédito de mais de 150 milhões de cidadãos dos EUA e da Grã Bretanha.

Nesse intervalo de 40 dias, vários executivos deixaram a companhia, entre eles o CEO Richard Smith, que se aposentou após ter recebido perto de US$ 60 milhões em cinco anos de trabalho. Atualmente, a Equifax está sendo presidida pelo brasileiro Paulino do Rego Barros Jr., antes presidente da divisão Ásia Pacífico.

Trapalhadas

Vários incidentes marcaram a trajetória da empresa nas últimas semanas. A primeira delas aconteceu no dia 15 de setembro: o CIO (chief information officer) David Webb e a CSO (chief security officer) Susan Mauldin anunciaram que se aposentavam. Horas depois começava a circular na internet a informação de que Susan Mauldin era formada em música e não e qualquer ciência exata ou associada à computação. Foi noticiado também que outros dois executivos venderam ações em 1 e 2 de agosto, depois que a invasão já havia sido descoberta pela empresa, mas aind anão havia sido anunciada ao público.

Mas não foi só. Várias outras falhas de segurança começaram a ser descobertas nas operações da Equifax. Uma delas estava em sua divisão TALX. Ali, o serviço Work Number estava vulnerável e expondo informações salariais de milhares de trabalhadores americanos.

Sobre o problema descoberto agora, a porta-voz da Equifax afirmou que ele aconteceu no servidor de um fornecedor, usado pela Equifax para coletar dados de desempenho do seu site e não diretamente no site da empresa.