Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Europol prende 65 por ataques com RAT

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Europol prende 65 por ataques com RATUma rede de cibercrime organizado internacional, composta principalmente de romenos, foi desativada ontem durante as operações Romênia1 e França2 com o apoio do Centro Europeu de Cibercrimes (EC3) da Europol. Essa rede é suspeita de sofisticados cibercrimes, incluindo invasões em sistemas de pagamento internacionais (por meio de ataques de malware), transações financeiras mundiais e transferências ilegais de dinheiro, furto de dados de cartões (por meio de ‘chupa cabras’), lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. Os membros dessa rede criminosa estavam usando malwares – RAT (Ferramentas de Acesso Remoto) com funcionalidade de keylogging para controlar e ter acesso a computadores utilizados nos serviços de transferência de dinheiro em toda a Europa (Áustria, Bélgica, Alemanha, Noruega, Reino Unido).
Mais de 115 pessoas foram interrogadas e 65 detidas em operações coordenadas pelas autoridades judiciais romenas e francesas, com o apoio do Centro Europeu de Cibercrimes (EC3).
Grandes somas de dinheiro, veículos de luxo, equipamentos de informática e muitas provas foram apreendidos durante as operações. Cerca de 450 policiais foram mobilizados para executar 117 mandados de busca. As perdas registradas pelas atividades dos criminosos são estimadas em pelo menos dois milhões de euros. Os resultados de seus crimes foram investidos em diferentes tipos de propriedades, depositados em contas bancárias ou transferidos para esconder sua origem ilícita.