Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Executivos da Equifax vendem ações logo após descoberta da invasão

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Quando o noticiário anuncia que a gasolina vai subir, o que faz todo mundo que tem carro? Corre no posto e enche o tanque para não perder dinheiro. E quando alguém descobre que o motor do carro vai fundir logo? Vende o carro. E quando sabe que o preço das suas ações da Equifax vai despencar depois que o público souber da invasão de hackers no banco de dados da companhia? Vende as ações, é óbvio.

Não está provado se é esse o caso, mas três altos executivos da Equifax venderam um total de US$ 1,8 milhão das ações que tinham da companhia. Isso aconteceu nos dias 1 e 2 de Agosto, segundo registro da SEC (equivalente à Comissão de Valores Mobiliários nos EUA) enquanto a invasão foi descoberta no dia 29 de Julho. Os vendedores foram o diretor de finanças (CFO), John Gamble (recebeu US$ 946.374); o presidente da área de Soluções para os EUA, Joseph Loughran, que vendeu US$ 584.099; e o presidente de Consumer Information Solutions, Rodolfo Ploder, que faturou US$ 250.458. O mesmo registro indica que Loughran exerceu sua opção de compra de mais 3 mil ações a US$ 33,60 cada.

As ações da Equifax caíram 13% no dia do anúncio da invasão.

Segundo o portal Market Watch, executivos que vendem ações das empresas onde trabalham costumam programar essas vendas informando a SEC por força da regra 10b5-1, criada justamente para evitar suspeitas de ‘insider information’. Neste caso não houve programação nem informação prévias conforme manda a 10b5-1. Ines Gutzmer, chefe de comunicação corporativa da Equifax, disse ao jornal londrino Guardian que os executivos venderam uma pequena parte do total de ações em seu poder e que não tinham conhecimento da invasão no momento em que fizeram as vendas.

Será?

.pb.