Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Força-tarefa internacional contra cibercrimes

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Força-tarefa internacional contra cibercrimesA União Europeia está preparando o teste-piloto de uma força-tarefa internacional para combater cibercrimes, que vai durar seis meses. A equipe vai coordenar as investigações em toda a Europa, operando ainda em vários países, incluindo os Estados Unidos, Canadá e Austrália. De acordo com o periódico Govinfosecurity, Andy Archibald, o vice-chefe da Unidade de Crimes Cibernéticos da Agência Nacional de Crimes do Reino Unido, vai liderar o grupo de trabalho com sede na Holanda, que começará suas operações no Centro de Cibercrime Europeu (EC3), com sede em Haia. A revista SC relata que o objetivo do grupo será o de “se concentrar em investigações sobre delitos cibernéticos transnacionais contra botnets, trojans bancários e darknet”. Chamado de J-CAT (The Joint Cibercrime Ação Taskforce UE), a equipe vai iniciar as operações em 1 de setembro. A fase de testes será monitorada pelo European Cybercrime Task Force.