Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Governo Federal contrata Clavis para grande projeto de cyber

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Começa este mês a implementação da “Plataforma Integrada de Inteligência para Monitoramento de Ameaças e Defesa do Espaço Cibernético”, um projeto de segurança cibernética de dimensões nacionais, envolvendo monitoramento em tempo real de ameaças cibernéticas nas áreas de energia, transportes, comunicações, óleo e gás e segurança pública. Ele será executado pela Clavis Segurança da Informação: a empresa foi uma das 25 brasileiras selecionadas, por meio de edital público, para atuar na proteção de infraestruturas críticas do país. O projeto, projeto tem um valor de R$ 16 milhões, dos quais R$ 12,4 milhões aportados pela Finep e o restante pela Clavis, como contrapartida – é uma parceria envolvendo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o Ministério da Defesa e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) – a implantação deve ocorrer até 2026.

Uma das principais referências em Centro de Operações de Segurança da Informação da América Latina, com mais de 130 clientes só no Brasil, a Clavis diz que colocará sua tecnologia para garantir a proteção de dados de empresas que realizam atividades estratégicas, como transmissão de energia elétrica, controle de embarcações, tratamento de água, óleo & gás e segurança pública. “Um ciberataque começa no meio digital e logo transborda para o mundo físico, trazendo prejuízos concretos e que podem até colocar em risco a vida de milhões de pessoas”, diz o CEO Victor Santos.

Criada há 18 anos na incubadora de empresas da COPPE, hoje vinculada ao Parque Tecnológico da UFRJ, a Clavis Segurança da Informação é homologada pelo Ministério da Defesa como “Empresa Estratégica de Defesa”. Dois de seus produtos têm o selo de “Produto Estratégico de Defesa (PED)”: o Clavis Octopus SIEM, que centraliza tudo que acontece numa empresa, da entrada na catraca ao acesso à internet, sendo capaz de identificar um ataque em tempo real; e o Clavis BART Vulnerability Management, de gestão contínua e centralizada de vulnerabilidades, que simula ataques ao sistema das empresas para identificar, priorizar e corrigir falhas de segurança.