Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Hacker chinês espionava Boeing e Lockheed

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
Hacker chinês espionava Boeing e Lockheed
Material supostamente copiado pelo executivo

O Departamento de Justiça dos EUA anunciou na sexta-feira que um empresário chinês foi acusado oficialmente de invadir os sistemas de computadores da Boeing, da Lockheed Martin e outras empresas do setor aeroespacial. O suposto hacker, Su Bin, é acusado de ajudar pessoas ainda não identificadas a identificar o que copiar das redes – incluindo dados sobre as aeronaves de caça F-22 e F-35 e do cargueiro C-17. Su, também conhecido como Stephen Su, é executivo de uma empresa aeroespacial chinesa, com escritórios no Canadá. Ele foi detido pela Real Polícia Montada do Canadá em British Columbia dia 28 de junho, numa operação conjunta com o FBI.

De acordo com o Departamento de Justiça, Su e hackers desconhecidos baseados na China começaram a coletar dados em 2009, e continuaram até 2013. O Departamento de Justiça afirma que o grupo “ganhou acesso remoto da China para a informação residente nos sistemas das empresas dos EUA, incluindo empreiteiras do setor de defesa. Em um email, Su teria dito que os dados sobre a aeronave iriam ajudar projetistas de aeronaves chinesas a ficarem  sobre os ombros do gigante, e alcançar rapidamente o nível dos EUA.