Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Hacker “Sabu” comandou ataques ao Brasil

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
Hacker "Sabu" comandou ataques ao Brasil
Como denunciou colegas, Monsegur vai ganhar uma boa redução de pena

O hacker “Sabu” (na verdade Hector Xavier Monsegur), fundador do grupo LulzSec, coordenou ataques a sites e servidores de governos de vários países, entre eles o Brasil, num período em que havia se tornado colaborador do FBI. Sabu foi preso em 7 de junho de 2011 e os ataques registrados em seu processo aconteceram durante o ano seguinte, 2012. Embora dados e informações tenham sido censurados, o jornal New York Times conseguiu acesso aos anexos do processo aberto pelo FBI. O jornal fez uma entrevista com Jeremy Hammond, o ex-membro do Anonymous, para confirmar que Sabu trabalhou organizando ciberataques a servidores em janeiro de 2012 contra o Brasil, Irã, Nigéria, Paquistão, Síria e Turquia, seis meses depois de ter sido preso, e justamente no período em que reconhecidamente esteve colaborando com o FBI. Mesmo assim, o jornal não obteve a confirmação de que Sabu organizou esses ataques por ordem da polícia federal americana.

Ao invés de atacar pessoalmente, Sabu municiou vários colegas com informações sobre vulnerabilidades, logins e senhas que lhes permitiram derrubar servidores. Diz um trecho do processo: “Explorando uma vulnerabilidade num popular software de hospedagem de sites, o informante guiou pelo menos um hacker para extrair grande quantidade de dados  – de registros bancários a informaçoes de login  – de servidores de governos de vários países, enviando-os a um servidor monitorado pelo FBI”.