Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Hackers levam dados de 2 milhões de clientes da T-Mobile

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Ontem à tarde, a operadora europeia T-Mobile, subsidiária da Deutsche Telekom, enviou aos clientes em todos os países uma comunicação de incidente com seus dados pessoais. A empresa declarou que um acesso não-autorizado em sua rede pode ter dado aos hackers acesso a registros dos clientes, incluindo códigos postais, números de telefone, endereços de e-mail e números de contas. De acordo com a T-Mobile, a invasão foi rapidamente interrompida e nenhum dado financeiro, número de segurança social ou senha foi comprometido.

A T-Mobile é muito utilizada por brasileiros que viajam para a Europa e para os EUA – um chip é comprado por valores entre US$ 30 e US$ 60 e serve para que o visitante não fique sem comunicação celular e sem internet.

Estima-se que cerca de 3% dos 77 milhões de clientes da T-Mobile – cerca de 2,5 milhões de pessoas – tenham sido afetados pelo incidente – sobre o qual a empresa não conseguiu dar detalhes, além da suposição de que a atividade tenha sido “intencional”. Esta não é a primeira vez que as práticas de segurança cibernética da T-Mobile estão na berlinda. Em maio, um pesquisador descobriu um bug no site da empresa que permitia a qualquer pessoa acessar os dados pessoais dos assinantes. Um porta-voz disse que os clientes afetados pelo ataque recente serão notificados em breve. Quando houve o vazamento de dados da Equifax, um ano atrás, 15 milhões de registros pertenciam a clientes da T-Mobile.