Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

IA impulsiona a proteção de endpoints

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Para especialista, os melhores resultados na área de XDR são obtidos por inteligência artificial, tanto que o Gartner aponta a SentinelOne como líder para plataformas de proteção de endpoints pela terceira vez

Diante das investidas cada vez mais contundentes contra estações de trabalho e servidores, inclusive com roubo de identidade por cibercriminosos, a CLM, distribuidor latino-americano de valor agregado com foco em segurança da informação, proteção de dados, cloud e infraestrutura para data centers, constata que a inteligência artificial se tornou indispensável na ciberdefesa corporativa.

“A capacidade de detectar e prevenir ameaças usando análise comportamental de atividades dos usuários em PCs, laptops e dispositivos móveis, bem como de aplicativos e dispositivos, é o recurso mais eficiente no combate a ataques maliciosos conhecidos e desconhecidos”, avalia Camilla Bassanetto, gerente de produtos SENTINELONE na CLM. Segunda a especialista, os melhores resultados na área de XDR são obtidos com o uso de Inteligência Artificial.

A CLM, há 30 anos no mercado de distribuição, tem investido em parcerias que trazem resultados efetivos às empresas, clientes de suas mais de 400 revendas. Ainda mais se o parceiro for avalizado pelo mercado, como a SentinelOne, especializada em tecnologias de cibersegurança baseadas em IA que incluem prevenção, detecção, resposta e caça aos ataques. A empresa foi nomeada, em dezembro de 2023, como líder no Quadrante Mágico do Gartner para plataformas de proteção de endpoints, pelo terceiro ano consecutivo.

A CLM considera também o quanto seus parceiros são inovadores. Segundo Francisco Camargo, CEO do distribuidor, em cibersegurança, a inovação é condição sine qua non: “A solução tem que estar sempre à frente dos cibercriminosos ou não é solução. A SentinelOne é pioneira no uso de Inteligência Artificial, inovando constantemente em novos recursos, trabalhando o estado da arte em segurança cibernética,” sentencia Camargo.

A plataforma SentinelOne Singularity coleta e correlaciona automaticamente, usando IA, os dados em várias camadas de segurança – e-mail, endpoint, servidor, workload em nuvem e em redes. E possui recursos e avançados de EDR (Endpoint Detection and Response), detecção e resposta a ameaças de identidade, segurança reforçada no espaço de trabalho, gerenciamento facilitado de configurações de segurança e recursos emergentes de XDR. Além de serviços gerenciados avançados de segurança (MDR) que garantem inteligência contra ataques, na caça a ameaças, no monitoramento de segurança, nas análises e, mais importante, nas respostas a incidentes.

“Este serviço é um avanço em relação aos MSSPs tradicionais, que só fornecem alertas de monitoramento de segurança”, explica Camilla.

Em 2023, a estratégia de produto da SentinelOne se concentrou na expansão do portfólio de complementos para incluir o gerenciamento de superfícies de ataque e na introdução gradual de novos recursos de perícia forense, chamados RemoteOps. A empresa também está unificando agentes e painéis de proteção de identidade e endpoint. Ampliou suas integrações de plataforma Marketplace XDR para incluir endpoint, tickets e gerenciamento de identidade.

O SentinelOne pode ser implantado em ambientes em nuvem, híbridos ou em redes off-line.