Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Indra apresenta simulador de cibersegurança

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Indra apresenta simulador de cibersegurançaA Indra está presente no evento sobre Cibersegurança e Privacidade (CySeP), uma iniciativa da KTH Royal Institute of Technology, entre 27 e 31 de Outubro, em Estocolmo. A empresa vai apresentar o seu novo simulador avançado de treino em cibersegurança

A Indra vai testar, segundo um comunicado, “as capacidades de um grupo de mais de 50 pessoas que, de forma individual, vão realizar um exercício de computação forense sobre um sistema previamente alvo de um ciberataque”. Os intervenientes vão ligar-se remotamente ao simulador instalado no Centro de Operações de Cibersegurança (i-CSOC) da Indra, em Madrid, «para resolver um exercício de computação forense identificando, se possível, a origem e autoria do ataque informático.
«Para a realização deste exercício, cada um dos participantes terá um espaço de trabalho individual no simulador, a partir do qual poderá realizar todas as ações necessárias para analisar a rede atacada, recuperar evidencias que sustentam as suas hipóteses e produzir o correspondente relatório forense. Esta tarefa, chave para identificar as vulnerabilidades que permitiram o ataque informático e que compromete o sistema, é imprescindível para evitar novas violações de segurança.
  Durante o exercício, o simulador monitorizará de forma automática os participantes, disponibilizando conselhos e pistas sempre que necessário. Além disso, o simulador avaliará a atuação realizada por cada um dos participantes, permitindo-lhes conhecer, no final do exercício e de forma individualizada, a sua pontuação e principais aspetos a melhorar.»   O objetivo da Indra é testar a primeira versão do seu simulador de cibersegurança, projeto de I+D em que investiu três anos de trabalho e que é o único sistema existente no mercado, com estas características, revela o comunicado.