Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Israel é o país mais atacado nas últimas 24 horas

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Israel foi o país mais atingido por ataques cibernéticos nas últimas 24 horas segundo monitoramento do In_Cyber: foram 37 ataques, representando 38% do total registrado. Seis meses atrás, o país estava na 5a. colocação entre os mais alvejados, mas essa posição foi mudando: três meses atrás Israel já estava em terceiro lugar. Nos últimos 30 dias, passou para o segundo lugar e nos últimos sete dias se tornou o país mais atingido por ataques cibernéticos de variadas origens.

Vários grupos de oposição aos Estados Unidos e a Israel têm feito ataques contra o país. Nos últimos dias, houve ataques contra a infraestrutura crítica israelense, com a alegação de intrusões em controles de refinaria e de distribuição de energia elétrica, além de um ataque de negação de serviço contra o principal site do governo israelense.

Apesar disso, pelo menos a inteligência dos EUA não registrou ainda grandes campanhas cibernéticas no conflito entre Israel e o Hamas. No entanto, o diretor de segurança cibernética da NSA, Rob Joyce, disse hoje pela manhã que grandes ataques podem estar a caminho.