Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Relatório destaca 239 vulnerabilidades de APIs

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

A empresa de segurança Wallarm publicou seu relatório de riscos de API do terceiro trimestre, destacando os perigos persistentes – injeções e o crescente problema das fugas de dados API -, ocupando um lugar central no estudo. A evidência destes riscos é encontrada nas recentes graves violações de dados sofridas por empresas líderes, incluindo Netflix, VMware e SAP segundo o estudo: “Isso ressalta o papel essencial da prevenção contra vazamentos de API no planejamento de segurança corporativa. É evidente que a proteção contra vazamentos de API precisa ser o foco central de qualquer estratégia de segurança corporativa, e não uma reflexão tardia”, afirma o relatório.

O relatório do terceiro trimestre de 2023 apresenta uma compilação renovada das “10 principais ameaças à segurança de API”, uma lista baseada em dados em tempo real que cobre as 239 vulnerabilidades que foram descobertas no trimestre. O que distingue a metodologia da Wallarm de estruturas tradicionais como OWASP é a nossa abordagem e classificação únicas que visam especificamente vulnerabilidades prementes que são críticas no moderno ecossistema de API de hoje. O reconhecimento destas ameaças e das suas implicações permite que as organizações tomem medidas imediatas e proativas para fortalecer as suas defesas e salvaguardar ativos críticos.

O relatório pode ser obtido em

https://www.wallarm.com/resources/q3-2023-api-threatstats-tm-report