Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Rússia quer identificar chamadas do Skype

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Rússia quer identificar chamadas do SkypeParlamentares russos estão discutindo a possibilidade de alterar a configuração dos serviços de ligações de longa distância via internet como o Skype e outros do gênero, alegando que geram prejuízos às empresas de telefonia e facilitam a comunicação para terroristas e traficantes de drogas.  Um projeto submetido recentemente à apreciação dos deputados da Duma (semelhante à nossa Câmara dos Deputados) propõe uma espécie de freio nos chamados serviços over-the-top, os OTT, que permitem chamadas de um telefone para outro através da internet a preços de uma ligação local, não importando a distância entre as pessoas. O projeto pode alterar a identificação dessas ligações, permitindo às companhias saber exatamente de onde estão sendo realizadas as chamadas, para que possam cobrar de seus clientes as tarifas referentes a ligações de longa distância quando for o caso.

De acordo com o site de notícias RBC, as empresas de telefonia da Rússia perdem, aproximadamente, US$ 2,3 bilhões por ano por causa dos serviços OTT. Além disso, como eles não permitem o rastreamento pelas equipes de segurança, acabam se tornando um canal de comunicação perfeito para terroristas e traficantes, que se sentem seguros para planejar atentados e negócios ilegais. Com a nova regulação, segundo os deputados, esse problema também será solucionado.