Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

SEK anuncia aquisição da CleanCloud

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

SEK (Security Ecosystem Knowledge), que atua com a oferta de soluções e serviços de cibersegurança voltados a apoiar as empresas a lidar com ameaças digitais complexas, anuncia a aquisição da CleanCloud, startup brasileira especializada em verificação de vulnerabilidades na nuvem (cloud) com operações na América Latina e Estados Unidos. Trata-se da primeira compra realizada pela SEK, cuja marca foi anunciada oficialmente ao mercado no final de março.
 

A partir da CleanCloud, a SEK quer complementar seu portfólio de soluções e serviços para os clientes. Criada em 2016, a CleanCloud oferece uma plataforma inovadora para gerenciamento de vulnerabilidades em nuvem. As soluções da companhia são voltadas a verificar se as configurações de segurança dos usuários de AWS, Google Cloud e Azure estão de acordo com boas práticas do mercado e as regulações estabelecidas pela Lei Geral de Propriedade de Dados (LGPD) e pelo Banco Central. Além disso, oferece FinOps para otimização de custos em nuvem AWS.
 

Os investimentos em serviços em nuvem na América Latina devem seguir em alta nos próximos anos. Isso é o que aponta o relatório “Previsão da IDC para a América Latina: Tendências de investimento em TI”. Publicado em 2022, o documento indica que os investimentos deste tipo na região devem crescer a uma taxa composta anual de 22,2% no período de 2021 a 2025 e alcançar quase US$ 32 bilhões em 2025.
 

Para Maurício Prado, CEO da SEK, a aquisição da CleanCloud é fundamental para habilitar e acelerar a adoção de estratégias robustas de Cloud Security para atender às necessidades dos clientes de diferentes tamanhos frente às atuais e futuras ameaças digitais. “A SEK já oferece soluções voltadas para segurança de nuvem e agora fortalece sua capacidade de identificar e gerenciar práticas de configurações seguras em nuvem. Não tenho dúvidas de que a aquisição da CleanCloud fortalece ainda mais o nosso portfólio e amplia o nosso potencial para ajudar os clientes a enfrentar os desafios cada vez mais complexos de segurança cibernética a longo prazo”, explica.
 

“Para a CleanCloud, é muito gratificante passar a fazer parte da SEK. Acreditamos que nossa tecnologia, que identifica centenas de vulnerabilidades em nuvem publica, combinadas com a expertise e investimentos da SEK em cibersegurança, ajudarão a desenvolver soluções ainda mais robustas e inovadoras para nossos clientes”, complementa Henrique Vaz, CEO da CleanCloud.
 

SEK: investimento na América Latina

A marca SEK (Security Ecosystem Knowledge) foi anunciada ao mercado em março deste ano. A empresa, criada pelo Pátria Investimentos, nasceu da fusão de dois players que acumulam uma experiência de mais de 20 anos no segmento de cibersegurança na América Latina.
 

A combinação das operações, somada a investimentos em pesquisa e desenvolvimento, deu origem à marca SEK, que reúne um amplo portfólio de Soluções Tecnológicas — representando mais de 60% das principais tecnologias de segurança da informação disponíveis no mercado — e a oferta de Serviços Gerenciados, Profissionais e Consultoria.
 

Com sede no Brasil e operações no Chile, Argentina, Colômbia e Peru, além de Centros de Pesquisa e Desenvolvimento nos Estados Unidos e Portugal, a companhia já nasceu com um faturamento superior a US$ 100 milhões, uma carteira de mais de 650 clientes ativos e uma equipe de 750 profissionais.

Sobre a SEK (Security Ecosystem Knowledge):

Com sede no Brasil e operações no Chile, Argentina, Colômbia e Peru, a SEK (Security Ecosystem Knowledge) oferece Soluções Tecnológicas e Serviços Gerenciados, Profissionais e Consultoria na área de cibersegurança voltados a ajudar as empresas a lidar com ameaças digitais complexas e proteger os ativos e as operações.
 

Criada a partir da fusão de Proteus e Neosecure, a SEK já nasce com mais de 20 anos de experiência, faturamento superior a US$ 100 milhões, mais de 650 clientes ativos e uma equipe de 750 profissionais localizados nos cinco escritórios e quatro centros de Serviços Gerenciados na América Latina, além dos Centros de Pesquisa e Desenvolvimento nos Estados Unidos e Portugal

Sobre o Pátria Investimentos:

O Pátria é uma gestora líder em investimentos alternativos na América Latina, com mais de 30 anos de história, total de ativos combinados sob gestão de US$ 27,2 bilhões e presença global com escritórios em dez cidades, em quatro continentes. O Pátria fornece retornos consistentes em atraentes oportunidades de investimentos de longo prazo que permitem diversificação do portfólio por meio de seus produtos de Private Equity, Infraestrutura, Crédito, Public Equities e Real Estate. Por meio de seus investimentos, o Pátria busca transformar indústrias e desobstruir gargalos, gerando retornos atrativos para seus investidores, ao mesmo tempo em que cria valor sustentável para a sociedade.