Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Só 20% dos brasileiros usam proteção digital contra roubo de identidade

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Como consequência de ataques cibernéticos, dados confidenciais das pessoas muitas vezes acabam na dark web, levando ao roubo de identidade

Um levantamento da Norton, uma marca líder em segurança cibernética e parte da GenTM, revela que apenas um em cada cinco (19%) dos brasileiros (22% homens e 17% mulheres) usam proteção de identidade para se protegerem contra roubo de identidade no universo online.

A pesquisa da Norton, realizada no período de 4 a 14 de julho de 2023 no Brasil, também aponta que somente 18% dos entrevistados afirmam usar rede privada virtual (VPN). Cerca de três em cada dez (29%) disseram alterar as senhas de suas contas online regularmente.

Quando questionados em relação à tomada de medidas para proteger suas contas bancárias contra o roubo de identidade, o levantamento aponta que 22% dos brasileiros verificam o seu relatório de crédito pelo menos uma vez por ano, enquanto 47% possuem alertas configurados para contas bancárias e de cartão de crédito para monitoramento. Além disso, 60% dos entrevistados dizem verificar regularmente os extratos bancários, de cartão de crédito e/ou financeiros em busca de atividades incomuns ou não autorizadas.

“Estes dados são alarmantes e reforçam a necessidade de estarmos vigilantes, e tomarmos medidas para proteção da nossa identidade no ambiente online”, destaca Iskander Sanchez-Rola, Diretor de Inovação de Privacidade para a Norton. “A dark web continua sendo uma questão preocupante e uma fonte de ameaças à segurança online. Dado o constante crescimento das atividades ilegais neste ambiente, é essencial que as pessoas estejam preparadas e protegidas contra o roubo de identidade e as consequências que isso pode causar, tomando medidas para a proteção de suas informações pessoais no digital”, comenta.

Informações de um relatório sobre Fraude Omnichannel da TransUnion (Omnichannel Fraud in H1 2023), com conclusões baseadas em insights proprietários de bilhões de transações de sua rede global de inteligência e consumidores, revela que a taxa de tentativas suspeitas de fraude digital no primeiro semestre de 2023 no Brasil foi de 4,4%, enquanto no México de 3%, na Colômbia de 2,4% e no Chile de 1,5%. Globalmente, este percentual é de 5,3%.

Outro dado apontado pelo relatório da TransUnion é em relação às tentativas globais de fraude digital especificamente em serviços financeiros, no 1o semestre de 2023: a suspeita de fraude (taxa de tentativas no 1o semestre de 2023) foi de 4,3%. Isto representou +382% de alteração no percentual de suspeita de fraude digital, considerando o volume 1o semestre de 2019 – 1o semestre de 2023. O principal tipo de fraude no primeiro semestre deste ano foi a fraude de identidade verdadeira.

Para ajudar os usuários a identificar possíveis ameaças contra identidade, a seguir, a Norton lista 10 sinais de alerta:

● Atividade incomum no telefone: por exemplo, o usuário vê aplicativos que não baixou ou sites que nunca visitou;
● Problemas para acessar as contas: o usuário não consegue acessar as suas contas normalmente ou parece que a sua senha foi alterada por terceiros;
● Notificação de conta não aberta: o usuário recebe uma notificação sobre uma nova conta criada com os seus dados, mas simplesmente não o fez;
● Contas inesperadas: recebimento de faturas de produtos, que nunca encomendou;
● Anúncios online de itens caros e luxuosos: anúncios online de itens que o usuário nunca comprou ou pesquisou na internet, especialmente itens luxuosos ou caros;
● Contato de cobradores de dívidas: a pessoa é contatada por cobradores de dívidas para compras que não realizou;
● Cobranças não reconhecidas: cobranças por serviços ou bens que a pessoa sabe que não comprou, aparecem no saldo de sua conta bancária;
● Alertas de autenticação de dois fatores: um alerta de autenticação solicita que o usuário aceite uma solicitação, para fazer login em uma conta na qual não tentou
fazer acesso;
● Mensagens de autenticação de conta desconhecida: um alerta de autenticação, solicita que o usuário aceite uma solicitação para fazer login em uma conta que não reconhece ou que nunca criou;
● Negação inesperada de crédito: mesmo se a pessoa tiver um bom histórico de crédito.

Adicionalmente, a Norton oferece as seguintes recomendações: configurar alertas de roubo
de identidade; controlar a presença online lendo atentamente os termos e condições; definir
configurações de privacidade e segurança; pensar antes de clicar; saber o que fazer se for
vítima de roubo de identidade, seguindo diretrizes claras sobre o que fazer se a identidade
for comprometida. Em caso de roubo de identidade, a Norton sugere ainda registrar denúncia
sobre o roubo de identidade, alterar as senhas de todas as contas, entrar em contato com o
banco e as empresas apropriados para relatar a situação, e tomar medidas para proteger a
reputação financeira das pessoas afetadas.