Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Stefanini Cyber Defense faz parceria com a israelense Shield-IoT para proteger dispositivos conectados

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

A Stefanini Cyber Defense, empresa do Grupo Stefanini especializada em soluções avançadas de Inteligência e de Cyber Defense, anuncia a parceria global com a israelense Shield-IoT, líder em solução de software de segurança cibernética no setor de Internet das Coisas (IoT). Aproveitando a primeira solução mundial de Coreset-AI de gestão de ativos e plataforma de prevenção de ameaças, a Stefanini atuará em vários domínios de segurança cibernética, incluindo IoT e IoT indústrial em um único lugar.

Com uma estimativa de mais de 27 bilhões de dispositivos connectados até 2025 e com crescimento da área ligada ao amadurecimento de tecnologias como IA, 5G e cloud, as empresas confiarão cada vez mais em seus dispositivos conectados para permitir serviços automatizados sustentáveis ​​e impulsionar o crescimento de seus negócios. À medida que as redes IoT amadurecem, aumenta também a necessidade de segurança. Com cerca de 57% dos dispositivos IoT vulneráveis ​​a ataques de gravidade média-alta, as lideranças têm que buscar formas de proteger as organizações e suas infraestruturas de IoT.

“Para ampliar nossa oferta e atender todas as necessidades dos clientes, buscamos sempre novos produtos para nosso portfólio, com parceiros que sejam líderes de mercado em soluções de segurança cibernética. A parceria global com a Shield-IoT fortalece este movimento e enriquece os serviços da Stefanini Cyber Defense”, ressalta Leidivino Natal, CEO da Stefanini Cyber Defense.

“Os hackers podem invadir dispositivos expostos ou fora do perímetro por meio de adulteração física ou hacking remoto. Se comprometido, isso pode levar a roubo e fraude de dados, ataques de ransomware e de hackers corporativos, tempo de inatividade do serviço e até interrupção total de toda a infraestrutura crítica”, diz Udi SolomonCEO e cofundador da Shield-IoT.

A solução de segurança de rede Shield-IoT AI Threat Prevention analisa as estatísticas de tráfego do dispositivo para a nuvem para detectar os primeiros sinais de ataques cibernéticos desconhecidos e eventos operacionais, para evitar qualquer impacto nas redes, dados ou serviços de IoT do cliente. A solução de gerenciamento de ativos em rede combinada com alertas acionáveis em tempo real fornecem aos usuários segurança e visibilidade imediata, permitindo prevenção automática de ameaças para garantir a operação contínua do serviço. Criada para proteger qualquer dispositivo ou aplicativo IoT fora do perímetro em escala ilimitada, a plataforma SaaS agentless não requer alterações de dispositivo ou rede e não afeta as operações ou o desempenho da rede existente.

Aproveitando a nova oferta, os clientes da Stefanini em vários verticais de IoT/IIoT – energia, água, gás e petróleo, companhias aéreas, mineração e transporte – podem proteger perfeitamente os dispositivos ou aplicativos conectados em qualquer rede.

“À medida que as redes IoT continuam a crescer e novas ameaças surgem, os clientes exigem uma única solução econômica, que possa se adaptar automaticamente para atender suas necessidades”, destaca Leidivino Natal. “Stefanini e Shield-IoT fornecem uma solução centralizada ‘future-proof’ para proteger qualquer dispositivo, aplicativo ou rede IoT existente ou futuro, com custo total de propriedade (TCO) mínimo para nossos clientes”.

O novo serviço está disponível em todo o mundo e é entregue por profissionais treinados por meio da parceria com a Stefanini Cyber Defense, que atua em 41 países. Atualmente, a empresa conta com quatro Security Operation Centers (SOCs): Brasil, Peru, Romênia e Índia.