Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Stone sofre vazamento às vésperas do IPO

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

A empresa brasileira de meios de pagamento Stone, que estreou na bolsa americana Nasdaq na última quinta-feira, sofreu um vazamento de dados dois dias antes da estréia na bolsa: alguém expôs parte do código da sua plataforma e também da solução Pague.me na Internet. Além disso, a pessoa exigiu dinheiro da Stone para não expor mais dados. O fato e a chantagem foram comunicados oficialmente à Nasdaq e ao órgão regulador americano (Securities Exchange Commission, equivalente à nossa Comissão de Valores Mobiliários). O comunicado foi feito dois dias antes da oferta inicial de ações (initial public offering ou oferta pública inicial).

O problema é que isso aconteceu exatamente no dia da precificação do IPO, ou seja, no dia em que o preço inicial da ação da companhia estava sendo formado.  A empresa não fez nenhum comunicado ao público ou à mídia, ao que se sabe porque está num período de “silêncio” que cerca a época de lançamento de ações. No documento entregue à SEC a empresa informa: “Nós acreditamos que não houve acesso não autorizado, transferência ou uso inadequado de informações pessoais e financeiras ou de dados de negócios de nossos clientes e seus consumidores”. A empresa afirma também que a parte do código-fonte vazada não contém informações sensíveis do ponto de vista concorrencial.