Hackers iranianos alegam ter derrubado energia em Israel
Ransomware atinge empresa de logística no Brasil
USP, UFRJ e UFMG sob ataque de negação de serviço
Pane de rede retardou produção na Volkswagen
Site da Prefeitura de Suzano (SP) está fora do ar
DDoS atinge subdomínio da NASA

Assine nossa newsletter Premium e ganhe acesso ao grupo de WhatsApp In_Cyber.
Conheça também a versão Básica

Wilson Sons fortalece segurança

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook

Usuários de TI também podem gerenciar suas próprias senhas e as máquinas recebem os patches de segurança na última versão liberada pelos fabricantes em tempo real
 

Wilson Sons, maior operador de logística portuária e marítima do mercado brasileiro, com 185 anos, contratou a ACSoftware para implementação das soluções ADSelfService Plus e Endpoint Central, ambas da ManageEngine. O objetivo da companhia é  fortalecer a sua área de TI no monitoramento e controle das mais de 2,5 mil computadores distribuídos pelas unidades operacionais da empresa, além de proporcionar aos usuários autoatendimento em diversas demandas, entre elas a troca ou recuperação de senhas.
 

A decisão atende às atuais políticas de segurança cibernética da companhia, que enxerga desde cedo como a tecnologia pode ser uma aliada para melhoria das operações portuárias, garantindo a segurança e potencializando a infraestrutura marítima.  Uma das características da área de TI da Wilson Sons é oferecer aos usuários o autoatendimento para suas demandas diárias, entre elas a capacidade de poder trocar ou recuperar senhas de acesso aos sistemas. Esta facilidade é proporcionada pelo ADSelfService Plus, uma solução de segurança de identidade centrada na jornada Zero Trust com recursos de autoatendimento para garantir a visibilidade e controle dos privilégios de acesso na rede local, cloud e em ambientes híbridos.
 

 “Estamos investindo fortemente no autoatendimento, uma tendência que vem sendo fortalecida pela adoção de novas tecnologias, como o chatbot. A oportunidade do usuário resolver ele mesmo o seu problema com senha é de grande ajuda para evitar que o funcionário fique parado na fila de atendimento porque não consegue acessar ao seu sistema”, comenta Victor Hugo Faria,  coordenador de Serviços Digitais e responsável pela automação de processos, implementação de chatbot e atendimento aos usuários de TI. A solução reduziu o tempo de espera para solução deste tipo de problema em toda a organização, que recebia entre 600 a 700 chamados por mês para troca ou recuperação de senha.
 

Para manter os computadores sempre atualizados com os mais recentes patches de segurança na última versão liberada pelos fabricantes, a Wilson Sons conta com o ManageEngine Endpoint, uma solução unificada de gerenciamento e segurança de desktops, laptops, servidores, smartphones e tablets a partir de um local central. São mais de 2,5 mil estações de trabalho e mais de 3 mil aplicações de software controladas. “A ferramenta também automatiza e oferece o auto serviço para instalação de software, até mesmo alguns para uso pessoal permitidos e homologados pela empresa,  como o Imposto de Renda”, comenta Victor Hugo, um apaixonado por automação. 

Para o responsável pelos serviços digitais da Wilson Sons, “uma empresa que não automatizar seus processos corre o risco de ser ultrapassada pela concorrência e se perder em atividades rotineiras manuais, que levam muito tempo para serem realizadas, prejudicando os negócios e todos os funcionários, que ficam sobrecarregados e defasados profissionalmente. É esta capacidade de otimizar os processos de sua área de TI que ele destaca como uma das maiores vantagens das ferramentas da ManageEngine.”

“Imagine, se aqui na Wilson Sons, a gente realizasse essas tarefas manualmente em todas as unidades no território nacional. Isso não daria muito errado. Por isso, escolhemos as soluções ManageEngine para resolver os nossos problemas e reduzir o tempo gasto com estas atividades de gestão da TI. Elas nos entregam a eficiência necessária”, enfatiza ele.
 

As mudanças com a pandemia
 

Mesmo sendo a operação logística marítima considerada essencial para a economia e população, quando ocorreu a paralisação das atividades de escritório, a Wilson Sons também liberou seus funcionários de diversas áreas para o trabalho remoto. Acostumada a lidar com um ambiente de TI muito controlado, a companhia passou a se beneficiar da capacidade de auto serviço das soluções ManageEngine e conseguiu garantir a qualidade do atendimento aos usuários. 
 

“Com as ferramentas, conseguimos obter uma nova visão geral do nosso parque de TI, dentro e fora da empresa, podendo garantir a segurança necessária para o trabalho remoto das nossas equipes”, conta Victor Hugo.

Foco na segurança dos sistemas e usuários
 

O Brasil está entre os países que mais recebem ataques cibernéticos contra suas empresas e 50% das tentativas de violações obtém sucesso, mas a Wilson Sons trabalha para não fazer parte desta estatística. “Por esta razão, investimos nas melhores ferramentas de proteção cibernética e as soluções da ManageEngine fazem parte desta nossa estratégia. Com o ManageEngine conseguimos manter toda a nossa rede de sistemas com seus patches de segurança atualizados”, afirma Victor Hugo Faria. Nesta jornada, contamos com o apoio da ACSoftware. É sempre bom lembrar: o acesso à informação é a nossa proteção contra os invasores”, enfatiza.